Manhã de Campo Convênio Embrapa-Irga acontece dia 26/02

Evento apresentará informações técnicas sobre sistemas integrados em terras baixas, manejo sobre plantas daninhas da cultura do arroz e manejo das forrageiras no sistema Lavoura-Pecuária.

Na próxima terça-feira (26/02), a Embrapa Pecuária Sul e o Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga) realizarão, das 8 às 12 horas, a Manhã de Campo do Convênio Embrapa-Irga. Esta parceria entre as instituições já possui seis anos e visa incrementar as pesquisas sobre o cultivo de arroz, integrado a outros sistemas produtivos. Durante o evento será apresentada, também, a nova cultivar de arroz lançada recentemente, Irga 431 CL, de ciclo precoce e resistente a brusone.

Conforme a Chefe-adjunta de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sul, Estefanía Damboriarena, o objetivo do encontro é apresentar o andamento e os resultados dos trabalhos realizados pela parceria.
[more]
“A Embrapa e o Irga vão aproveitar o estágio de condução das atividades de campo para apresentar os trabalhos e interagir com o setor produtivo da região, visando receber sugestões que permitam avançar na condução das pesquisas”, explica Damboriarena.

Serão apresentadas quatro estações, abordando a integração de diferentes culturas e atividades: Sistemas integrados em terras baixas: apresentação do protocolo experimental Embrapa/Irga; Sistema Pasto sobre Pasto para terras baixas: cadeias forrageiras não convencionais; IRGA 431 CL e linhagens; e Manejo de plantas daninhas.

Para o responsável pelo escritório do Irga em Bagé, Juliano Quevedo, é muito importante que tanto a lavoura orizícola, quanto a pecuária não sejam mais vistas de forma isolada, mas, sim, dentro de um sistema produtivo. “Essa é a nossa discussão, e isso que a gente quer provocar no produtor: toda a propriedade é um sistema de produção, onde há a lavoura de arroz inserida, assim com a pecuária e as pastagens”, afirma Quevedo.

Convênio Embrapa-Irga

Em 2018 o Convênio de Cooperação Técnica entre a Embrapa e o Irga foi renovado por mais cinco anos, buscando atender às demandas nas áreas de pesquisas, tanto na lavoura quanto na pecuária, principalmente na diversificação do uso das terras, usualmente cultivadas com arroz.

Programação

Horário: das 8h às 12h

– Sistemas integrados em terras baixas: apresentação do protocolo experimental Embrapa/Irga;

– Sistema Pasto sobre Pasto para terras baixas: cadeias forrageiras não convencionais;

– IRGA 431 CL e linhagens;

– Manejo de plantas daninhas.

Serviço

Evento: Manhã de Campo do Convênio Embrapa-Irga;

Dia: 26 de fevereiro de 2019;

Horário: 8h às 12h;

Local: Embrapa Pecuária Sul;

Público: aberto a todos os interessados no tema, como produtores rurais, técnicos e estudantes de ciências agrárias.

Evento apresentará informações técnicas sobre sistemas integrados em terras baixas, manejo sobre plantas daninhas da cultura do arroz e manejo das forrageiras no sistema Lavoura-Pecuária.

Na próxima terça-feira (26/02), a Embrapa Pecuária Sul e o Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga) realizarão, das 8 às 12 horas, a Manhã de Campo do Convênio Embrapa-Irga. Esta parceria entre as instituições já possui seis anos e visa incrementar as pesquisas sobre o cultivo de arroz, integrado a outros sistemas produtivos. Durante o evento será apresentada, também, a nova cultivar de arroz lançada recentemente, Irga 431 CL, de ciclo precoce e resistente a brusone.

Conforme a Chefe-adjunta de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sul, Estefanía Damboriarena, o objetivo do encontro é apresentar o andamento e os resultados dos trabalhos realizados pela parceria. “A Embrapa e o Irga vão aproveitar o estágio de condução das atividades de campo para apresentar os trabalhos e interagir com o setor produtivo da região, visando receber sugestões que permitam avançar na condução das pesquisas”, explica Damboriarena.

Serão apresentadas quatro estações, abordando a integração de diferentes culturas e atividades: Sistemas integrados em terras baixas: apresentação do protocolo experimental Embrapa/Irga; Sistema Pasto sobre Pasto para terras baixas: cadeias forrageiras não convencionais; IRGA 431 CL e linhagens; e Manejo de plantas daninhas.

Para o responsável pelo escritório do Irga em Bagé, Juliano Quevedo, é muito importante que tanto a lavoura orizícola, quanto a pecuária não sejam mais vistas de forma isolada, mas, sim, dentro de um sistema produtivo. “Essa é a nossa discussão, e isso que a gente quer provocar no produtor: toda a propriedade é um sistema de produção, onde há a lavoura de arroz inserida, assim com a pecuária e as pastagens”, afirma Quevedo.

Convênio Embrapa-Irga

Em 2018 o Convênio de Cooperação Técnica entre a Embrapa e o Irga foi renovado por mais cinco anos, buscando atender às demandas nas áreas de pesquisas, tanto na lavoura quanto na pecuária, principalmente na diversificação do uso das terras, usualmente cultivadas com arroz.

Programação

Horário: das 8h às 12h

– Sistemas integrados em terras baixas: apresentação do protocolo experimental Embrapa/Irga;

– Sistema Pasto sobre Pasto para terras baixas: cadeias forrageiras não convencionais;

– IRGA 431 CL e linhagens;

– Manejo de plantas daninhas.

Serviço

Evento: Manhã de Campo do Convênio Embrapa-Irga;

Dia: 26 de fevereiro de 2019;

Horário: 8h às 12h;

Local: Embrapa Pecuária Sul;

Público: aberto a todos os interessados no tema, como produtores rurais, técnicos e estudantes de ciências agrárias.