Aplicação de defensivos foi tema em cursos no Vale do Jequitinhonha

Atento em promover a formação profissional rural, o Sistema Faemg / Senar atendeu mais duas demandas de propriedades rurais no Vale do Jequitinhonha. Nas cidades de Capelinha e de Angelândia, o Senar, em parceria com o Sindicato dos Produtores Rurais de Capelinha, promoveu dois cursos de aplicação de defensivos agrícolas.

Na cidade de Capelinha, o instrutor Élcio José Rocha Araújo ensinou para 12 trabalhadores como aplicar corretamente os defensivos utilizando um pulverizador tratorizado.
[more]
Já na Fazenda Sequoia, em Angelândia, Élcio ensinou para 10 participantes como aplicar os produtois com o equipamento manual.

Nos dois cursos, os trabalhadores aprenderam sobre a necessidade e os efeitos do defensivo no controle de pragas, doenças e ervas daninhas. Eles estudaram noções sobre classificação toxicológica, aquisição, transporte, armazenamento de produtos agrotóxicos e manutenção, regulagem, calibragem do equipamento de aplicação, importância do uso de equipamentos de Proteção Individual (EPI) e Coletiva (EPS), além de receberem orientações sobre as Normas Regulamentadoras NR31 e NR12, que têm como objetivo tornar compatível o planejamento e o desenvolvimento da produtividade e qualidade da produção agrícola, preservando a saúde do homem e do meio ambiente.

A mobilizadora dos eventos, Janete Barbosa Lauar Carvalho, disse que nessas cidades o cultivo cafeeiro é acentuado. Segundo ela, no período de colheitas, as grandes propriedades recebem as visitas dos fiscais do Ministério do Trabalho, o que eleva as demandas pelos cursos do Senar. “As normas regulamentadoras exigem que os funcionários que atuam com defensivos agrícolas sejam capacitados”, reforçou Janete, ao comentar sobre a importância da certificação do Senar Minas na região.